FAMEM

quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Governo federal assina contrato que concede seis aeroportos à CCR


 

O governo federal, por meio do Ministério de Infraestrutura, e a CCR assinaram na quarta-feira (20) o contrato de concessão dos aeroportos de Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE). A concessionária terá que aplicar R$ 1,8 bilhões nos seis equipamentos. Os ativos foram leiloados em abril, junto com outros 16 aeroportos, divididos em três blocos. O ato de assinatura aconteceu no aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia.

“Esse evento consagra um movimento que começou lá atrás. Hoje assinamos contrato resultante de um leilão histórico, realizado no meio de uma pandemia que colocou o setor de aviação no chão. No Brasil, 91% de nossa frota ficou em solo. A CCR deu demonstração clara do que é acreditar no país”, destacou o secretário-executivo do MInfra, Marcelo Sampaio.

No primeiro momento, a CCR deverá melhorar os padrões operacionais dos terminais, com ações que vão desde reforma de banheiros à oferta de internet gratuita aos viajantes. Depois, nos 36 meses contados a partir da data de eficácia do contrato – depois da transferência dos ativos da Infraero para a concessionária -, a empresa deve realizar os investimentos específicos em cada aeroporto, além de adequar a infraestrutura atual para a prestação do serviço.

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil, os seis aeroportos – que formaram o bloco central no leilão – transportaram em 2019 cerca de 7,3 milhões de passageiros. A previsão é que essa movimentação aumente para 9,5 milhões de passageiros no primeiro ano de concessão, chegando a 22,5 milhões nos 30 anos de vigência do contrato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

STF derruba normas da Reforma Trabalhista que restringiam acesso gratuito à Justiça do Trabalho

  A cobrança de custas caso o trabalhador falte à audiência inaugural sem justificativa foi mantida O Supremo Tribunal Federal (STF) invalid...