HOSPITAL SÃO RAFAEL 2101-3900

HOSPITAL SÃO RAFAEL 2101-3900

terça-feira, 24 de março de 2015

Gil Cutrim e Madeira definem detalhes de encontro em Imperatriz…

Por Marco D'Eça
Em reunião de trabalho realizada na noite de segunda-feira, o presidente da Famem, prefeito Gil Cutrim (São José de Ribamar), e o prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira (PSDB) acertaram os últimos detalhes do encontro entre gestores públicos municipais e a Bancada Federal Maranhense que ocorrerá nesta próxima sexta-feira (27), no Aracati Officer, em Imperatriz. – Será uma grande plenária na qual abordaremos vários assuntos de interesse dos prefeitos e prefeitas. O objetivo, além de estreitar os laços entre os vários agentes da classe política do estado, é fortalecer o municipalismo discutindo e encontrando soluções para as problemáticas das cidades em vários setores - afirmou Cutrim. Mais de 90 gestores (prefeitos e prefeitas de várias regiões do estado) já confirmaram presença no evento, que figura como a primeira atividade da versão 2015 do “Município em Foco”, projeto desenvolvido pela entidade municipalista, e que transformará, por um dia, a cidade tocatina na capital política do Maranhão, sendo palco de importante debate sobre a situação dos municípios. Gil e Madeira conversaram sobre a sistemática do encontro, que contará com as participações de outros agentes da classe política maranhense, dentre eles deputados estaduais; vereadores; representantes do Governo do Estado e do Governo Federal. Para Sebastião Madeira, o encontro será uma oportunidade única para que os gestores municipais, em especial os da Região Tocantina e do Sul do Maranhão, dialoguem diretamente com a classe política e os agentes representativos dos governos estadual e federal. - Será um marco porque será a primeira vez, depois de anos, que os membros da Bancada Federal estarão no município de Imperatriz, além de dezenas de prefeitos e prefeitas - disse.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Deoclides “se esconde” para não ser notificado de decisão pró-Alberto Filho

Por Gilberto Leda
O suplente de deputado federal Deoclides Macedo (PDT) tem sido procurado desde a semana passada para ser notificado da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que confirmou a eleição de Alberto Filho (PMDB) como titular do mandato (reveja). Com a decisão, o pedetista, que estava no exercício do mandato – em virtude da nomeação de Julião Amin (PDT) como secretário de Trabalho do Governo Flávio Dino (PCdoB) -, volta à suplência. Mas, para que isso ocorra, a Procuradoria Legislativa da Câmara dos Deputados precisa dar ciência oficial a Deoclides. Ele foi procurado por toda a semana passada para receber o documento. Como não foi encontrado, será notificado por edital, publicado no Diário Oficial da União, o que deve ocorrer hoje (22). Depois disso, contam-se cinco dias e, então, a Mesa Diretora da Casa está autorizada a finalmente dar posse a Alberto Filho.

Secretário de Infraestrutura Clayton Noleto, atendendo solicitação do deputado Leo Cunha, e recupera a ponte da MA-119 que liga os municípios de Paulo Ramos e Lago da Pedra

O Secretário de Infraestrutura Clayton Noleto, atendendo solicitação do deputado Leo Cunha, mandou construir a ponte da MA-119 que liga os municípios de Paulo Ramos e Lago da Pedra. No local tinha sido aberta uma cratera devido as fortes chuvas que caíram na região levando a ponte existente.
O prefeito de Paulo Ramos, Dr.Tanclêdo Lima, reconhecendo o empenho do deputado em resolver este problema junto ao governo, enviou uma mensagem: “Deputado Leo Cunha, você que recebeu uma votação expressiva em nosso município (3.768 votos), quero em meu nome e do povo ao qual represento agradecer pelo seu empenho junto ao governo do estado, na pessoa do secretário da SINFRA, senhor Clayton Noleto pela forma como atenderam nossa solicitação de providenciar a recuperação do acesso interrompido entre Paulo Ramos e Lago da Pedra, com a construção da ponte, que permitiu o acesso entre os dois municípios nesta tarde de domingo (22), a referida rodovia já foi liberada para trafego de veículos”. Frisou. O deputado Leo Cunha, agradeceu também ao Governo do Estado pelo empenho e dedicação em resolver esta situação: “Na história de Paulo Ramos nunca um governo foi tão atuante como nestes três dias, quando o secretário de Infraestrutura, mandou executar esta importante obra em caráter emergencial, para tirar nosso povo do isolamento, quero parabenizar o governador Flávio Dino, pelo grande trabalho que seu secretário Clayton Noleto vem desenvolvendo nesta pasta, vou continuar lutando para levar as obras necessárias ao desenvolvimento deste importante município Maranhense”. Assinalou.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Liminar do STF retira o Maranhão do cadastro de inadimplentes

O Maranhão não consta mais no cadastro de inadimplentes do governo federal desde que acatado o pedido de liminar, em Ação Cautelar, ajuizada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE). O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Roberto Barroso, determinou a retirada do Estado dos cadastros de inadimplência do Governo Federal. A situação herdada da gestão anterior inviabilizava o repasse de recursos ao Estado, oriundos do governo federal, especialmente os ligados ao BNDES (Banco de Desenvolvimento Econômico e Social). O procurador Ricardo Lima Sellos, responsável pelo ajuizamento da Ação Cautelar junto ao STF, explicou que com a decisão, ainda em caráter liminar, o governo do Estado passa a ter o nome limpo novamente junto ao Cadin (Cadastro de Informativo de Créditos não quitados do setor público federal) e também junto ao Siafi(Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal). A decisão também determina a mesma medida em relação aoServiço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc). O Cauc não é um registro de inadimplência como o Cadin e o Siafi, ele apenas apresenta a possibilidade de consulta aos registros destes dois outros cadastros. Estes cadastros funcionam como uma espécie de SPC dos estados e municípios junto ao governo federal. Quem está em situação de inadimplência, ou seja, em débito junto ao governo federal quanto à prestação de contas de recursos recebidosacaba impossibilitado de receber novas verbas. A Ação Cautelar, medida adotada pela PGE para obtenção da liminar junto ao STF,permite por exemplo, que o Maranhão receba verbas provenientes de convênios. Para tanto, a PGE acionou o Judiciário de modo a garantir, da forma mais rápida possível, uma decisão favorável, neste caso, a retirada do Maranhão dos cadastros de inadimplência do governo federal.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Sicoob Credima inaugura nova agência em Bom Jesus das Selvas

No próximo sábado, 21, a cidade de Bom Jesus das Selvas ganhará uma agência da Cooperativa de Crédito Sicoob Credima. O ponto de atendimento é o terceiro a ser inaugurado na região, além da sede que está localizada em Açailândia. A Cooperativa nasceu da ideia de alguns empresários açailandenses, fruto de parceria com o Sebrae – que deu todo o apoio necessário para o seu desenvolvimento. Agora, além da agência de Açailândia, de Itinga e de Cidelândia a população de Bom Jesus também poderá contar com mais este ponto de atendimento e terá mais facilidades ao resolver problemas financeiros já que a cidade não possui nenhuma agência bancária. Na solenidade de inauguração da nova agência, além da diretoria da entidade, estarão presentes também autoridades do município, empresários, assim como a equipe do Sebrae. A solenidade será realizada na rua Barra do Corda, S/N, às 20:00h em frente a agência. O Sicoob Credima A Cooperativa de Crédito Rural da Região da Pré-Amazônia – CREDIMA foi fundada em 2008 e faz parte do SICOOB “maior Sistema de Cooperativas de Crédito do país”. Sua missão é gerar soluções financeiras adequadas e sustentáveis aos associados e as comunidades as quais estão instaladas. Por meio do cooperativismo, O SICOOB disponibiliza com qualidade e segurança uma linha completa de produtos e serviços bancários para os associados, tais como: conta corrente/poupança, aplicações financeiras, cartão de crédito, débito automático, crédito Sicoob, conta capital, previdência complementar, seguros, consórcios, domicílio bancário, pagamento de contas, internet banking, cobrança bancária e etc.    Mariana de Sousa Unidade de Marketing e Comunicação Regional do SEBRAE em Açailândia- Ma

Comissão é formada para discussão da implantação de cursos de mestrado na UEMA

Imperatriz – A audiência pública de debate da implantação de cursos de mestrado na UEMA, organizada pela Comissão permanente de Educação, Cultura, Lazer e Turismo, teve início com a execução do Hino Nacional Brasileiro. Vereadores, professores, acadêmicos e representações de várias instituições educacionais e também ligadas à pesquisa, participaram das discussões em torno da implantação. Para o vereador Esmeradhson de Pinho (PSDB), o maior estímulo em solicitar a audiência, foi o fato de a cidade de Imperatriz já ter quatro décadas de ensino superior, mas sem proporcionar as condições para se continuar estudando. Outra motivação, segundo ele é uma das formações do Governador Flávio Dino, que é professor. “Nada mais importante que o nosso Governador ser da nossa categoria, entender e ter a sensibilidade de uma ação importante como essa. Em todas as falas ele se refere a Imperatriz como uma segunda capital, então temos que ser olhados como tal, também no setor educacional.” Ainda de acordo com Esmeradhson, o reitor da UEMA já se prontificou a disponibilizar uma parte dos professores para começar um estudo da viabilidade da implantação dos cursos de mestrado. Hoje, para fazer se uma graduação é necessário se deslocar para outros estados, o que para a maior parte das pessoas não é possível. A vereadora Caetana Frazão (PSDB) reforçou a necessidade da união de forças para que o mestrado seja implantado. “É necessária essa união, porque algumas pessoas que tem oportunidade fora de Imperatriz, muitos deles passam fome onde estão. São pessoas que têm vontade de fazer a diferença na educação e saem de Imperatriz, mesmo com toda dificuldade.” Para o vereador e professor Carlos Hermes (PCdoB) o debate deve avançar, já que existe uma perspectiva real da construção da Universidade Estadual da Região Tocantina em Imperatriz. “Como filho da UEMA essa causa também é minha, como de todos vocês. A sociedade aqui está bem representada, demonstrando ao Estado qual a nossa vontade em relação ao debate do mestrado. Temos na UEMA um campo muito grande, que podemos estar atuando.” O vereador destacou ainda que a universidade precisa ir além dos muros, como contribuição para a sociedade e que esse é o debate. “Precisamos nos tornar um grande centro de formação”, este é o desafio, finalizou Hermes. Ao usar a palavra o diretor do Centro de Estudos Superiores de Imperatriz, Paulo Henrique Aragão, falou em nome do reitor da instituição, que segundo ele, está “totalmente favorável ao mestrado e que vai fazer tudo para que ele ocorra.” O presidente da Comissão organizadora do evento, vereador João Francisco Silva (PRB) encerrou a audiência pública esclarecendo que os resultados não são imediatos, e que o momento foi de discussão para elaborar documentos e organizar comissões. Afirmou ainda que se deve “ter vontade política para que seja implantado com urgência os cursos de mestrado. Ter graduação hoje é apenas ser alfabetizado. É preciso ser qualificado”. Mari Marconccine (Assessoria)

Presidente nacional do Instituto Teotônio Vilela ministra palestra hoje em Imperatriz.

O engenheiro e economista Luíz Paulo Vellozo Lucas vem a Imperatriz a convite do Diretório Municipal do PSDB e da Associação Médica. “Política, participação e o exercício da cidadania” é o tema da palestra que será ministrada nesta quinta-feira (19) às 19h no auditório da Associação Médica pelo atual presidente nacional do Instituto Teotônio Vilela (ITV) Luiz Paulo Vellozzo Lucas que vem a Imperatriz a convite do Diretório Municipal do PSDB e da Associação Médica. “A palestra é voltada para todos aqueles que se interessa por política e queiram compreender melhor o atual momento politico/sócio/econômico pelo qual passa o País” declarou o prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, que por duas vezes seguidas foi presidente nacional do ITV, que também já foi presidido pelo senador Tasso Jereissati e pela ex-governadora do Rio Grande do Sul Yêda Crusius. Conforme Madeira, mesmo o evento sendo assinado pelo PSDB o convite também se estende aos filiados ou simpatizantes de outros partidos que manifestem interesse pelo tema a ser explorado pelo palestrante. “O Luiz Paulo acumula uma vasta experiência como técnico e como homem público. Quando prefeito de Vitória foi um dos mais bem avaliados do Brasil e hoje ocupa o segundo cargo mais importante na hierarquia do PSDB nacional, o ITV” destacou Madeira. Sobre a palestra o presidente da Associação Médica de Imperatriz, Jean Marcio Nascimento, declarou que na atual conjuntura nacional se faz necessário que se tenha uma visão ampliada da situação que, direta ou indiretamente, afeta a todos. Uma palestra como essa do presidente do ITV certamente nos ajudará a compreender melhor este momento da vida política do País” O presidente do Diretório Municipal do PSDB o economista Cândido Madeira disse que a palestra do presidente nacional do ITV, pela sua importância, também já despertou o interesse de políticos, e não políticos de municípios próximos a Imperatriz e que já confirmaram presença no evento. Vice-presidente do Diretório Municipal do PSDB, o vereador e professor Esmerahdson Dipinho, comentou a iniciativa de seu partido e da Associação Médica de trazer a Imperatriz um palestrante da experiência politico/administrativa, e da qualidade intelectual de Luiz Paulo. “ Ganhará, certamente quem participar e interagir com tudo o que ali for falado” asseverou. O palestrante: Luiz Paulo é engenheiro de produção, com pós-graduação em economia, e funcionário público do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) há 35 anos. Ele já foi prefeito de Vitória-ES e deputado federal entre 2006 e 2010. Em 2010 disputou o governo do seu Estado. Atualmente preside o Instituto Teotônio Vilela. O ITV: O Instituto Teotônio Vilela é o órgão de formação política do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). O ITV foi fundado em  1995 1995 e é o responsável pela divulgação da doutrina adotada pelo PSDB. O Instituto promove eventos, seminários e cursos por todo o Brasil. Cabe ao instituto promover estudos, seminários, palestras e debates sobre a realidade nacional, com objetivo de formular políticas públicas coerentes com o ideário da socialdemocracia: respeito aos princípios democráticos, responsabilidade fiscal e social, coerência e ética política. Publicações variadas compõem um acervo bibliográfico útil para acadêmicos, pesquisadores, cientistas sociais e estudantes. Revistas de divulgação contemplam o interesse de simpatizantes e militantes da socialdemocracia, fornecendo-lhes elementos básicos para o debate político e ideológico.

Hildo Rocha é indicado para comissão especial do Pacto Federativo…

Por Marco D'Eça Hildo Rocha é indicado para comissão especial do Pacto Federativo…
O deputado federal Hildo Rocha foi indicado pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/MA), para integrar a Comissão Especial do Pacto Federativo do país, instalada terça-feira (17) com a missão de apresentar propostas capazes de promover o equilíbrio financeiro e orçamentário dos entes da federação brasileira. Hildo Rocha ressaltou que o modelo de repartição de recursos entre os entes federados, definidos pela Constituição de 1988, se esgotou, está em desconformidade com a nova realidade do país. O parlamentar disse que muitas atribuições foram transferidas para os municípios, mas não houve o devido repasse de recursos orçamentários para arcar com essas obrigações. - Os grandes problemas que temos nas áreas da saúde, educação e segurança são decorrentes do atual pacto federativo. Os municípios estão sufocados - argumentou o deputado. Bandeira de luta A escolha de Hildo Rocha para integrar a Comissão Especial do Pacto Federativo simboliza o reconhecimento, no âmbito nacional, ao empenho do parlamentar na defesa das causas municipalistas ideologia que o deputado com a experiência adquirida nos cargos públicos exercidos: vereador, prefeito, presidente da Federação dos Municípios, conselheiro da Confederação Nacional de Municípios, e secretário de Estado. A luta em defesa dos municípios é uma das bandeiras de luta do parlamentar, defendida durante a campanha eleitoral. Ao ser escolhido para integrar uma das comissões especiais mais importantes da atual legislatura Hildo Rocha consolida seu perfil municipalista. É mais um compromisso que começa a ser honrado. Compartilhe isso:

Waldir Maranhão será ouvido pela CPI da Petrobrás

Waldir Maranhão será ouvido pela CPI da Petrobrás
O deputado federal maranhense Waldir Maranhão (PP), vice-presidente da Câmara dos Deputados, será ouvido pela CPI da Petrobrás na próxima terça-feira (24). O anúncio foi feito na manhã de hoje (19), pelo presidente da Comissão, deputado Hugo Motta (PMDB-PB), no início da sessão convocada para ouvir o depoimento do ex-presidente da estatal, Renato Duque. Segundo Motta, Waldir Maranhão ofereceu-se espontaneamente para prestar esclarecimentos. Ele figura na lista de deputados que tiveram o pedido de investigação autorizado pelo ministro Teori Zavascki. Em depoimento à Polícia Federal (veja aqui) o doleiro Alberto Yousseff declarou que Maranhão integrava um rol de deputados “de menor relevância” dentro do PP e que estes recebiam propinas de R$ 30 mil a R$ 150 mil.

Exclusivo: de férias nos EUA, Roseana antecipa viagem de retorno ao Brasil

Por Luis Pablo: A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) decidiu antecipar sua viagem de retorno ao Brasil. A informação é de uma fonte fidedigna do Blog. A decisão ex-chefe do Executivo foi em razão dos últimos acontecimentos. Roseana teve seu nome incluso na lista dos políticos que serão investigados no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal. A relação dos envolvidos foi encaminhada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que foi criticado pelo ex-senador José Sarney. O ex-presidente disparou contra o procurador-geral da República, por ter incluído sua filha na lista dos investigados. Ele atribuiu a abertura da investigação contra Roseana, a uma “vingança” de Janot. A ex-chefe do Executivo do Maranhão está de férias em Flórida, nos Estados Unidos, há meses. Ela iria ficar fora do país até o mês de maio, mas por conta das investigações da Lava Jato, acabou decidindo retornar no próximo mês. Na semana passada, Roseana Sarney pediu um atestado no curso de línguas que frequenta em Miami, para mostrar ao STF por que não está no Brasil. O documento diz que as aulas terminam no dia 13 de abril. A ex-governadora já falou que está disposta a antecipar o retorno, mas só após o término do seu curso.

quarta-feira, 18 de março de 2015

Audiência Pública discute implantação de curso de mestrado na UEMA

Participam do debate professores, acadêmicos e o reitor da Instituição Estadual Imperatriz - Nesta quinta-feira (19), no plenário Léo Franklin, Câmara Municipal de Imperatriz, às 9 horas, acontece a audiência pública que vai discutir a implantação de um curso de mestrado na UEMA (Universidade Estadual do Maranhão), campus Imperatriz. O vereador Esmerahdson de Pinho (PSDB) foi à São Luís no início do mês de fevereiro para solicitar o apoio da Assembléia Legislativa, na implantação do mestrado na cidade, Na ocasião ele foi recebido pelos deputados estaduais Antonio Pereira (DEM) e Marco Aurélio (PCdoB). Segundo Esmerahdson estão confirmadas as presenças do deputado Estadual Marco Aurélio (PCdoB) e do reitor da UEMA professor Gustavo Pereira da Costa. A audiência pública foi marcada por meio da comissão permanente de Educação, Cultura, Lazer e Turismo, sendo presidida pelo vereador-presidente da comissão João Francisco Silva. (Assessoria)

O Instituto Médico Legal (IML) em Imperatriz está enfrentando problemas de infraestrutura

O Instituto Médico Legal (IML) em Imperatriz está enfrentando problemas de infraestrutura. Muitos corpos não estão sendo recolhidos, por conta da falta de carros para fazer o transporte. Nos últimos dias, um dos carros que buscou um corpo precisou se deslocar da cidade de Açailândia. Os funcionários do IML de Imperatriz fazem a remoção dos corpos em cidades distantes, em um raio de até 400 quilômetros, chegando a ir até Balsas, no sul do Estado. O diretor do IML, Alair Firmino, disse que uma saída para melhorar a prestaçãop desse serviço seria a criação de novas sedes do instituto em cidades vizinhas. Dos três veículos que o IML dispõe, apenas dois estão funcionando. Semana passada, durante uma viagem, todos ficaram parados e o pneu de um dos carros chegou a sacar com o carro em movimento. Só no fim de semana, quatro corpos de vítimas de acidentes ou de armas de fogo em Imperatriz, Açailândia e São João do Paraíso deram entrada no IML. São mais de 30 cidades atendidas pelo IML e apenas seis médicos fazem os laudos dos corpos.

AUGUSTINÓPOLIS: Polícia divulga nome de terceiro envolvido na morte de Klébio

Folha do Bico: AUGUSTINÓPOLIS: Polícia divulga nome de terceiro envolvido na morte de Klébio
Mesmo enfrentado todo tipo de dificuldades para realizar as investigações, que vão desde a falta de estrutura material até o momento de greve, a Polícia Civil desvendou o caso da morte do dentista Klébio Pereira Guedes, encontrado nesta segunda-feira, 16, as margens da rodovia BR-230 (Transamazônica). Em entrevista a nossa equipe, o delegado Alicindo Augusto Celestino de Souza, responsável pelo caso, confirmou o nome do terceiro suspeito preso, acusado de envolvimento no episódio. Trata-se de Gelison Pedro do Carmo. O delegado preferiu não detalhar as circunstâncias da prisão para não atrapalhar o desfecho das investigações. Nossa equipe apurou que além de Fabrício Teles, Estevão Emílio e Geliso Pedro, existam mais pessoas envolvidas no caso, que podem ser presas a qualquer momento.

Cid Gomes pede demissão após discutir com deputados na Câmara

Cid Gomes pede demissão após discutir com deputados na Câmara
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDBRJ), acaba de anunciar a saída do ministro Cid Gomes (Educação) do governo da presidente Dilma Rousseff. “Comunico à Casa o comunicado que recebi do chefe da Casa Civil comunicando a demissão do ministro da Educação, Cid Gomes”, disse Eduardo Cunha na tarde desta quarta­-feira (18). A decisão foi tomada após uma sessão conturbada no Congresso, onde Gomes foi convocado a prestar esclarecimentos sobre fala de que a Casa tem grande maioria de achacadores. O PMDB havia exigido a demissão de Cid depois que o ministro reiterou a sua afirmação, como divulgou a coluna ‘Painel’. A expectativa do governo e da Câmara era que ele se desculpasse pelas declarações e tentasse recompor suas relações. Ao invés disso, Cid Gomes dirigiu­se ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB­RJ), com o dedo em riste e vociferou: “Prefiro ser acusado de mal educado a ser acusado de achacador como ele [Cunha], que é o que dizem dele as manchetes dos jornais”. Antes, o ministro já havia dito que quem é da base aliada do governo tem de votar com o governo. “Ou larguem o osso. Saiam do governo.” Assim que deixou a Câmara, o ministro foi chamado para ter uma conversa com a presidente Dilma. A demissão de Cid é uma tentativa do governo de evitar que a relação com a Câmara dos Deputados se complique mais ainda, o que aproximaria a possibilidade do Planalto ver derrotados no Congresso projetos de seu interesse. O Palácio do Planalto confirmou a saída de Cid Gomes. “O ministro da Educação, Cid Gomes, entregou nesta quarta feira, 18 de março, seu pedido de demissão à presidenta Dilma Rousseff. Ela agradeceu a dedicação dele à frente da pasta”, diz nota divulgada pelo governo. Para o líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), a resposta rápida do governo é adequada. “A presidente Dilma tem uma formação democrática e não esperávamos que ela tivesse outra atitude. É uma pessoa que respeita o Parlamento”, disse após a notícia da demissão. Para o peemedebista, Cid demonstrou durante seus discursos nesta terça não ter “formação democrática e republicana”. “Ficou clara a sua inteira incompatibilidade para ocupar o cargo que possuía”, disse. Antes da demissão, Picciani chegou a dizer que, caso Dilma não demitisse o ministro, o PMDB poderia deixar a base aliada do governo. “Ele saiu daqui como um fanfarrão. Ele veio aqui e disse o que quis e ouviu o que não quis. Saiu batendo o pé como um menino mimado”, disse Picciani. Para o líder do governo na Casa, José Guimarães (PT­CE), o posicionamento de Cid demonstrou um problema dele com os deputados. “Não representa um problema do governo com a Casa. Foi uma questão dele com a Casa. Não é questão de governo”, disse.

João Lisboa lidera ranking de dengue e audiência pública debaterá problema

Por Gil Carvalho
João Lisboa – De acordo com levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde, a cidade de João Lisboa, 10 km de Imperatriz, é um dos oito municípios maranhenses que apresenta elevado risco de acontecer uma epidemia de dengue, doença transmitida pelo mosquito aedes aegypti. Preocupado com o grave problema, o vereador Raimundo Soares Neto (PROS), o Nego da Edna, propôs à mesa diretora a realização de uma audiência pública, prevista para ser realizada na próxima segunda-feira, 23, às 9h30, no plenário Raimundo Lima Nunes, do Palácio José Alves de Carvalho. Segundo ele, é preciso envolver todos os segmentos comunitários e poder público no sentido de realizar uma “força-tarefa” de combate ao mosquito da dengue, caso contrário poderão surgir novos casos da doença, inclusive com registro de óbito. “Estamos em alerta vermelho, conforme o Ministério da Saúde, e não podemos ficar de braços cruzados, pois queremos conclamar toda sociedade para participar dessa audiência pública”, convidou. O Cidade Nova está entre os bairros mais afetados pela epidemia em João Lisboa, devido a grande quantidade de terrenos baldios e o lixo espalhado e não armazenado corretamente. Qualquer objeto que possa acumular água pode virar um foco da dengue. “É preciso conscientizar os moradores, sendo necessária uma ampla campanha através dos meios de comunicação”, defendeu. Nego da Edna assinala que foram convidados a participar da audiência pública a coordenadora regional do setor de Endemias, Iracilda Viana; os secretários municipais Cleonaldo Diniz (Saúde); Davison Sormani (Educação); Júnior Madeira (Infraestrutura); Edna Maria (Assistência Social); Poliano Bispo (Esportes), de Cultura (Ricardo Leal); o padre Moisés Dias; o pastor Luís Nunes e o prefeito Jairo Madeira. Também foram convidados os representantes do Ministério Público, comarca de João Lisboa, diretores de escolas, do conselho tutelar, sindicatos, comerciantes e donos de bares. “Essa ação preventiva necessita ser colocada em prática o mais rápido possível”, concluiu.

PGR dá parecer favorável a corte de reajuste de 21,7% de servidores do MA

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, emitiu parecer favorável a agravo regimental interposto pelo governo Flávio Dino (PCdoB) para cortar reajuste de 21,7% concedido por decisão judicial a servidores de nível médio e fundamental do Executivo, do Judiciário e do Ministério Público.
A manifestação do procurador ocorreu na Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) nº 317, que já havia sido julgada improcedente, em dezembro do ano passado, pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF). No parecer, Janot argumenta que há “ofensa direta a preceitos fundamentais da Constituição da República nos acórdãos transcritos na inicial da ADPF, os quais podem, ademais, gerar gravíssima e inadministrável repercussão financeira sobre as finanças estaduais”. Ao interpor o agravo de instrumento, a atual gestão pretende garantir a constitucionalidade da Lei nº 8.369/2006, que dispõe sobre a revisão geral anual dos servidores do Estado, garantindo aumento de 30% a servidores de nível superior, mas de apenas 8,3% aos de nível médio e fundamental. A lei foi considerada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça, que determinou, em ações isoladas protocoladas por sindicatos e trabalhadores, a implantação da diferença de 21,7% nos salários. No ano passado, o governo Roseana Sarney (PMDB) já havia tentado barrar o reajuste linear, por meio da ADPF agora em análise. Nela, alegou-se que, apesar de ter adotado índices de reajuste diferenciados, a Lei nº 8.369/2006 tem sido invocada por servidores que se dizem prejudicados e que, por isso, pleiteiam a aplicação do percentual de 21,7%. Sustentou que as decisões judiciais favoráveis a esses servidores “estão a causar sérios danos de impacto orçamentário ao Estado”, e violam os princípios da legalidade, moralidade administrativa e da separação de Poderes. O caso foi julgado pelo ministro do STF Celso de Mello, que rejeitou o trâmite da ação em dezembro de 2014. No dia 3 de fevereiro deste ano, o governo Flávio Dino, por meio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), protocolou o agravo regimental agora apreciado.

Mais um escândalo! Waldir Maranhão declara R$ 16 mil e doa mais de meio milhão para sua própria campanha

Congresso em Foco
Mesmo tendo declarado apenas R$ 16 mil em espécie e nenhum centavo em conta bancária durante as eleições de 2010, o vice-presidente da Câmara, deputado federal Waldir Maranhão (PP-MA), doou R$ 557 mil para sua própria campanha eleitoral de 2010. O parlamentar está sob investigação no Supremo Tribunal Federal (STF), apontado como um dos beneficiários do pagamento mensal de propina fruto do esquema de corrupção da Petrobras descoberto na Operação Lava Jato. Conforme as delações premiadas do doleiro Alberto Youssef, operador financeiro do esquema, Maranhão fazia parte da ala de “menor expressão” do PP em 2010 e recebeu repasses mensais que variavam de R$ 30 mil a R$ 50 mil. O parlamentar sempre negou relações com o doleiro. Segundo as prestações de contas do candidato referentes ao pleito de 2010, ele efetuou dez transferências bancárias para sua própria campanha: quatro em setembro e seis em outubro. As transferências realizadas em setembro ocorreram no mesmo dia. Houve, no dia 20 de setembro, um repasse de R$ 10,3 mil, outro de R$ 60 mil e mais dois de R$ 86 mil cada. Em outubro, mais seis transferências. No dia 15, houve dois repasses no valor de R$ 86 mil cada. No dia 21, Maranhão contabilizou R$ 33,2 mil para a campanha. Já no dia 29, o parlamentar fez mais três transferências: uma de R$ 10 mil, outra de R$ 46,5 mil e a última de R$ 53,4 mil. O volume de recursos que Maranhão desembolsou para sua campanha eleitoral foi superior até mesmo que as doações oficiais do diretório nacional do PP. Na época, a legenda transferiu R$ 90 mil para as contas do então candidato. Na prática, 67% daquilo que ele gastou na campanha eleitoral saiu do próprio bolso, segundo sua prestação de contas. Atualmente, de acordo com sua declaração de patrimônio, o atual vice-presidente da Câmara disse possuir R$ 776,5 mil em bens. Esse valor é correspondente a uma casa avaliada em R$ 300 mil, um automóvel de R$ 160 mil e dois consórcios, um de R$ 120 mil e outro de R$ 180 mil. Além destes bens, Maranhão afirmou que tinha R$ 16 mil em espécie. O Congresso em Foco tentou contato com o parlamentar, mas não obteve resposta.

Pesquisa Datafolha indica que 62% dos brasileiros desaprovam governo Dilma

Após a onda de manifestações contra a corrupção no país, 62% dos brasileiros classificam a gestão da presidente Dilma Rousseff como ruim ou péssima, segundo a pesquisa Datafolha, feita entre segunda (16/3) e terça-feira (17/3) e divulgada nesta quarta-feira (18/3). Com menos de três meses de governo cumpridos, a líder do Planalto atingiu a mais alta taxa de reprovação de um mandatário desde setembro de 1992. A reprovação de Dilma subiu 18 pontos desde fevereiro. A pesquisa foi feita com 2.842 eleitores logo após as manifestações de domingo, atos contra Dilma que levaram milhares às ruas. Conforme a série do Datafolha, é a primeira vez que a petista enfrenta insatisfação da maioria da população em relação ao seu governo. A taxa de aprovação chegou ao ponto mais baixo desde o início de seu primeiro mandato. Os que julgam sua gestão como boa ou ótima somam 13%. As taxas mais altas de rejeição estão nas regiões Centro-oeste (75%) e Sudeste (66%), nos municípios com mais de 200 mil habitantes (66%), entre os eleitores com escolaridade média (66%) e no grupo dos que têm renda mensal familiar de 2 a 5 salários mínimos (66%). Já a maior taxa de aprovação está na região Norte, a menos populosa, com 21%. No Nordeste, só 16% aprovam seu governo atualmente.

Oposição já dá o tom na Assembleia…

Na semana passada, se blog trouxe o post “a rearrumação da oposição na Assembleia…”, em que apontava os diferentes perfis dos deputados que não rezam na cartilha do governo Flávio Dino (PCdoB) e mostrava que, encontrando o equilíbrio entre eles, poderiam fazer a diferença na Casa.
Uma semana depois, estes deputados já começam a fazer a diferença. Diminuta como nenhuma outra na história do parlamento maranhense – com apenas quatro deputados efetivamente posicionados – a oposição tende a encurralar o governo em questões importantes neste 2015. Uma mostra disso foi dada ontem, quando os deputados Adriano Sarney (PV), Souza Neto (PTN0 e Edilázio Júnior (PV) atuaram em conjunto, desmascarando o governo na questão envolvendo a Comissão de Licitação. A postura dos quatro parlamentares tem estimulado inclusive, outros deputados que, se não seguem a orientação do governo, também não se posicionam ostensivamente contra, como Max Barros (PMDB) e César Pires (DEM), que foram á tribuna para demarcar posição, como deputados críticos, mas dispostos a apoiar questoes de interesse do Maranhão. Ficou claro que, com unidade e homogeneidade nas ações, a bancada de oposição – apesar de minúscula – tem condições de emparedar o governo em várias situações. E ajudar, de fato, na mudança que o Maranhão ainda espera…

Marcos Pacheco desarma Andrea Murad durante audiência na Assembleia

Quem foi para audiência pública hoje, dia 17, na Assembleia Legislativa do Maranhão, pensando que fosse ver um grande embate entre o secretário de Saúde, Marcos Pacheco, e a deputada de oposição Andrea Murad (PMDB), se enganou.
A audiência foi só troca de elogios. O médico desarmou a deputada, que estava municiada de perguntas para encurralar o secretário. O que acabou não acontecendo. Andrea Murad foi surpreendida por Pacheco, que falou apenas sobre as suas ações na pasta e o que pretende fazer para melhorar o atendimento hospitalar e preventivo. O secretário não falou sobre a gestão passada, do ex-secretário Ricardo Murad. Pelo contrário, reconheceu alguns pontos de melhoria da administração de Murad. “Não estou aqui para olhar pro retrovisor, estou aqui para discutir o que tem pela frente que deve ser feito nesse atual governo. Precisamos trabalhar de forma integrada, independente das correntes políticas”, disse o médico. Diante das palavras do secretário de Saúde, a deputada Andrea Murad ficou de mãos atadas. “Eu não posso ir contra ele [Marcos Pacheco], vamos acreditar que o secretário possa resolver os problemas da Saúde”, disse a peemedebista durante entrevista.